Sobre não saber

Eu já não sei. Acho que nunca soube, mas hoje sei um pouco menos.

Eu não quero uma placa reluzente, nem uma medalha brilhante, não sou do tipo que espera grandes gestos que demonstrem reconhecimento, até porque, para mim, o verdadeiro reconhecimento aparece nos gestos mais simples, que parecem mais dispensáveis e que na realidade são os mais espetaculares.

Eu não espero ser divulgada para o mundo através de uma mudança de status, eu não quero sair por aí ostentando um pedaço de metal no dedo que diga que há um compromisso em algum lugar da minha vida. Eu não espero declarações de amor, não espero cartas de amor, não espero aquele antigo romantismo empoeirado. Minhas expectativas estão tão baixas que eu não espero sequer uma foto.

Mas eu espero, e continuo esperando, e provavelmente continuarei esperando por muito tempo, aqueles reconhecimentos pequenos, suaves. Eu espero que se faça questão de mim, que se faça um esforço por mim, espero ser apresentada, ser valorizada por quem eu sou, pelas minhas tentativas… E bem lá no fundo, eu não espero nada, porque esperança causa muita frustração e eu já tenho vivido frustrações o suficiente.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s