Eu te amaria…

“Life is not measured by the breaths we take, but by the moments that take our breath away.”

Ainda que você pesasse 20 quilos a mais, eu te amaria.

Mesmo que você voltasse a usar aparelho, eu te amaria.

Até que você raspasse a cabeça, ou pintasse o cabelo de azul, ou fizesse um moicano, eu te amaria.

E se você tirasse a barba, ou a deixasse crescer no estilo Moisés, eu te amaria.

Para todas essas perguntas que você me faz sobre “você me amaria se…”. Sim , eu te amaria.

E não, definitivamente não vou enjoar de você, independente de quantos dias consecutivos passarmos juntos. E não, não vou esquecer você,independente de quantos dias consecutivos passarmos juntos (nem um pouquinho).

Eu te amo todos os dias a cada minuto, sempre mais que no início. E te amarei apesar das nossas muitas brigas, e de às vezes não combinarmos em nada, e de você ser tão orgulhoso, teimoso, implicante, e irritantemente racional. E amarei simplesmente porque há todos aqueles outros momentos, em que combinamos perfeitamente, e nos entendemos, e por um milagre, o mundo meio que faz sentido.

Vou te amar porque você se seca tão metodicamente depois do banho, enquanto eu saio respingando a casa inteira. Vou te amar porque de manhã, você faz sanduiche de queijo com queijo e orégano, e eu faço o meu de manteiga com queijo e termino antes que você tenha tirado o seu da chapa. Vou amar mais um pouco por todas as vezes que você briga comigo porque eu não comi tomando antibiótico, e por todas aquelas que me acordou com um beijo e um abraço porque eu estava tendo pesadelos.

Eu te amo tanto, que literalmente, dia desses, perdi o ar por ter me dado conta do quanto. Lembro perfeitamente daquele momento. Foi bem como descrevem nos livros, sininhos tocaram, o tempo parou, o ar sumiu. E eu fiquei ali, bobamente paralisada absorvendo o que eu sentia. Você até me perguntou se estava tudo bem… Estava bem, mais que bem. Foi só a descoberta de olhar nos seus olhos e saber que sou tão sua e não me importar com isso, e me sentir tão bem com isso. Ser feliz por isso. Redescobri que posso ser inteira, mesmo que uma parte de mim esteja com você, que não deixei de estar completa por não ser somente minha. Isso é só resultado de um sentimento que transborda, e que portanto, deve ser dividido, ou melhor, compartilhado.

Então é, eu te amo, te amaria, e suspeito que amarei muito mais por um longo tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s