Apenas uma definição.

‘Cause when you’re fifteen and
Somebody tells you they love you
You’re gonna believe them

Ela estava sentada de frente para o espelho. Seu vestido azul celeste caia em ondas pelo chão, o movimento de sua respiração fazia com que o tecido brilhasse ao se mover de encontro com a luz. Seus longos cabelos castanhos estavam arrumados e uma coroa fora colocada nele. Haviam feito uma maquiagem que a deixava com a ar angelical, seus olhos contornados por uma mistura de azuis e bancos. Seu rosto de porcelana refletido no espelho, mas uma boneca de porcelana não chora. Eram os seus quinze anos, não era pra ser perfeito? Ela não era a princesa ali?

Seu pai entrou no camarim e parou de pé atrás dela. Ele sorria genuinamente, o movimento fazia com que pés de galinha se formassem no canto de seus olhos. Sua menina estava completando quinze anos, agora sua pequenininha entraria em outra fase. Mas o que a lágrima estava fazendo em seu rosto? O que a preocupava?

– Acho que finalmente cresci, papai… – ela disse com um suspiro. O pai sorriu, e de onde será que aquela conclusão tinha saído?

– É mesmo? E o que aconteceu? – ele perguntou seriamente, não queria que ela achasse que ele não se importava com os problemas dela.

– Eu deixei de acreditar no amor! Não é isso o que acontece quando a gente cresce? – ela falou enquanto secava a lágrima de seu rosto e calçava seu sapato.

O pai dela balançou a cabeça, puxou outra cadeira e a colocou de frente para a filha. Ele se sentou e ergueu o rosto para que ela pudesse olhar pra ele.

– Alguns adultos deixam de acreditar no amor, mas não é uma regra Aurora. E deixar de acreditar no amor não quer dizer que você cresceu, quer dizer que perdeu as esperanças.

– Mas não dizem que a pessoa que ama só tem olhos para o amado? Ele não olhou só pra mim lá fora, e ele é o meu príncipe. – ela disse desviando o olhar.

– Aurora… Você saberá que cresceu de verdade quando aprender como amar. Não existe o felizes pra sempre dos filmes, não existe o amor pleno. Pessoas que amam também olham para o lado e também brigam. Pessoas que amam discutem e por vezes até se separam, mas isso não quer dizer que o amor acabou ou mesmo enfraqueceu, quer dizer que somos apenas humanos. O amor amadurece e cresce, e você tem que aprender a lidar com ele. Algumas vezes Aurora, você só não sabe o que está acontecendo, e parte de amar significa deixar de lado o orgulho pra procurar saber.

– Por que pessoas que se amam se separariam e brigariam? – ela disse assustada.

– Porque elas são diferentes umas das outras minha princesa. Parte de amar é aceitar as diferenças, e nós às vezes precisamos de tempo pra entender isso… – ele disse calmamente.

– Então isso quer dizer que ele me ama? – ela disse esperançosa.

– Ele te disse isso? – o pai perguntou cuidadoso.

– Disse… – ela falou enquanto seu rosto ruborizava.

– Se você acredita que ele foi sincero, então quer dizer sim…

Então ela se levantou com um sorriso, e estendeu a mão para o pai. Ele sorriu novamente e pegou a mão dela, os dois saíram novamente para o burburinho do salão. Todos a olhavam, tão linda como estava era impossível que alguém preferisse olhar para algum outro lugar. O pai dela encontrou o tal rapaz de quem ela reclamava, ele olhava pra ela como todos os outros. Mas o olhar dele entregava muito mais, ele estava encantado por ela. Ele a amava, do jeito infantil e adolescente, mas ele a amava…

By:. Viih Loyer

Anúncios

1 comentário

  1. Jéssica Sá · agosto 3, 2011

    Que tanto amor é esse? haha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s