Um olhar pra mim


“This is real, this is me” ♪

ATENÇÃO: esse texto é basicamente uma descrição da minha pessoa. E sim eu sei que ele é incrivelmente e absurdamente longo. Então um aviso pra você não ler tudo chegar no final e pensar: e daí? Então se você quer saber mais de mim, leia, caso contrário, simplesmente ignore! xD

Eu me chamo Virgínia Pereira, um sobrenome que não me agrada, mas nome é sempre assim, parece que os pais combinam pra te irritar. Tenho 16 anos – e segundo minha amiga é sexy, nós nunca descobrimos o motivo, basta saber que é nossa consideração. Sou sagitariana, não que isso seja de alguma forma esclarecedor. Vamos dizer que sou um pouco explosiva, irritada e ignorante. Mas, também sou carinhosa, simpática e companheira.

Sou uma pessoa bastante complicada e tenho lá os meus momentos de crise de identidade. Dizem que sou misteriosa e difícil de ler, acho que não estou capacitada pra dizer se é verdade ou não. Às vezes falam que sou madura pra minha idade, mas quando reflito vejo que não sou. Na realidade, me sinto uma criança dentro de uma empresa, lá todos têm suas funções específicas e sabem o que fazer, enquanto a criança se senta num canto e espera que alguém se lembre dela.

De tudo o que sou, acho que o meu pior defeito é o vício pela mudança. O eterno não me agrada, me cansa. O eterno é tedioso e irritante. Sinto prazer na emoção, na descoberta do novo, na expectativa da surpresa. O problema é que minha definição de antigo é extremamente excludente, e dependendo do caso é até mesmo exagerada.

Também sou do tipo que se entrega as coisas que faz, mergulho de cabeça sem me preocupar com a profundidade. Nada que é feito sem vontade pode sair bem feito. Diria que sou perfeccionista, mas dóis um pouco admitir um outro defeito, então digamos que gosto apenas de manter um padrão.

Um problema que adora me acompanhar é me julgarem antes de me conhecerem. Dizem que tenho uma aparência altiva, que pareço metida e antipática. Fico feliz ao dizer que quando realmente me conhecem as pessoas mudam dua visão. Só que não deixa de ser desagradável aparentar ser algo que não sou.

Pra não dizer que só tenho vícios ruins, sou viciada em ler. Tão absurdamente viciada que cheguei ao cúmulo de ler seis livros na mesma semana. Faz parte de mim. E me envolvo tanto com as histórias que quando os livros terminam eu sinto saudade dos personagens.

Sou também do tipo que preza amizades e ainda acredita no amor. Aliás, eu me obrigo a acreditar no amor, não quero achar que passarei minha vida sozinha. Isso é coisa mesmo dos humanos, não suportam a idéia de morrerem solitários, sem alguém pra ser o expectador de sua vida. É bom achar que mesmo sem ser famoso alguém se lembrará de você – e sendo egoísta, alguém sentirá falta de você.

Meu sonho? São tantos, mas felizmente se interligam. Sonho ser jornalista, mesmo que digam que é uma profissão concorrida e que não dá dinheiro – o sonho é meu e ninguém vai dar pitacos nele. Sonho terminar o livro que comecei a escrever – inspiração nunca coopera, é completamente teimosa ela adora me ignorar. E quero também fazer com que um dia esse blog seja reconhecido (olha a imaturidade dando as caras)

Um medo… Não passar no vestibular. Até porque esse é o primeiro passo para realizar todos os meus sonhos. Não digo que seja assombrada por isso, mas insegurança é extremamente irritante e talvez um passo pra trás. Só posso dizer com segurança que quero muito e não pretendo relaxar.

E essa sou eu, ou pelo menos um pouco de quem eu eu sou – e talvez o que eu gosto de pensar que sou. Quem sabe agora você que leu tudo isso, também não saiba um pouco mais de mim?

By:. Viih Loyer

Anúncios

3 comentários

  1. Plínio Paixão · março 16, 2010

    Gosto do teu Blog, você Sabe, você escreve bem, e consegue se expressar de um modo com que as pessoas que leêm o seu Blog, consigam se identificar com tais situações, alem disse um dia sim seu blog pode ser reconheçido, não é imaturidade sonhar , e sim não sonhar, Continue com seus sonhos e projetos , e faça que eles deixem de ser sonhos e se tornem realidade, Beijo, adorei o Texto ;D

    • viihloyer · março 16, 2010

      ahhhhh Plínio ! Obrigada *—————*

  2. Jeh · março 17, 2010

    uuuu… olha o Plinio moleque! que lindo o elogio…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s