Padrões distorcidos

“É tempo de uma mente sem fronteiras”

É interessante como a nossa sociedade e cultura conseguem em parceria foder com os nossos relacionamentos. Não importa o quanto digam que os tempos mudaram, as mentes das pessoas continuaram estáticas.

Nós fomos criados assim: as meninas não podem ser fáceis, enquanto os garotos têm que provar toda a sua masculinidade. Agora explique como uma porra dessas pode dar certo. Foi uma coisa fadada ao erro, porque as mentes de menino e menina nunca vão entrar em consenso.

Os meninos começam a vida sexual super cedo, enquanto as meninas precisam esperar. Porque sempre vai ter um infeliz pra dizer o quanto a menina é fácil de se ‘pegar’.

Não sou feminista ou machista, assumo o campo neutro e prefiro não me meter nisso. Mas que a injustiça aí é grande, bom, isso todos tem que concordar. Um garoto pode ficar com várias garotas e ser O cara. Agora deixa uma menina fazer isso, veja como as coisas mudam de figura.

E não adianta dizer que não liga pro que as outras pessoas pensam! Hipocrisia é feio. Todos nós ligamos. A princípio nós fingimos que não sabemos, mas chega uma hora que se torna insuportável. E quer saber o pior? São as pessoas da nossa idade, são aqueles que fazem o que nós fazemos ou fizeram pior, que falam de nós.

Então você um dia vai ouvir alguém dizer que no tempo dele não era assim. Que nós somos uma juventude perdida. Que distorcemos tudo o que deveria ser um relacionamento. Mas enfim, como saber o que querem de nós? Foram eles que começaram com o problema das idades. Eles que transformaram um simples beijo em algo errado.

É simplesmente estúpido. Os nossos pais e avós nos ensinaram a sermos assim. E os jovens que não aceitam essa bagunça de poder ou não fazer o que querem, fingem ser santos e crucificam os que têm coragem de não ligar – ou tentam não ligar. Não sei vocês, mas eu acho que nós vivemos uma mentira. E algum dia, nós vamos ensinar essa mentira pros nossos filhos. Quem sabe eles possam resolver…

By:. Viih Loyer

Anúncios

4 comentários

  1. Daniel Silva · fevereiro 2, 2010

    hahaha

    curti. tá certo

  2. Rubens Medeyros · fevereiro 2, 2010

    Tenho um texto que fala disso, vivemos sempre a nossa época, não pensamos muito difernte daqueles que tem a mesma idade.

    Quando jovens criticaremos, quando velhos defenderemos o nosso ponto de vista.

  3. Junior · fevereiro 23, 2010

    Moça, que desabafo nesse texto, hahaha

    Primeiramente, como um católico convicto que sou, jovem – tenho 19-, acredito que esses pais que ensinam tais coisas aos seus filhos homens, são tudo uns bando de viados sem vergonha, que deveriam ter o saco arrancado. Simples. Ora, porra, é preciso que o homem tenha valores, que ele tenha ideais. VIVO na Idade média, acredito na família, castidade, respeito, priorizo à família, e todos os valores morais que eu creio. Deus quer pessoas assim, ora, porra. Isso é bem o caso da revolução sexual dos anos 60 elevada ao extremo, coisa que só podia dar nessa dança do todo enfiado. O FDP do Freud tem culpa nisso, bem como essa mídia secualarista idiota, que quer fazer do homem um ser sem qualquer tipo de moral religiosa, que coloca como preconceituosa toda e qualquer manifestação que tenha cunho religioso. São pessoas assim que muitas prostitutas entraram primeiro no reino dos céus.

    Que Deus os converta antes da morte.

    Fique com Deus! Ótimo texto.

    • viihloyer · fevereiro 24, 2010

      Nessa discussão sobre Deus eu não me meto. Mas concordo com você que é necessário o homem – e quando digo isso quero dizer as mulheres tbm – precisam ter valores. Mas quando se é novo? Que tipos de valores você vai ter? Aqueles que são passados pra você… e então?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s